Conjugação em Inglês, Auxiliares e Verbos Modais

X
Conjugar

Os verbos auxiliares e modais em inglês



Os verbos auxiliares são verbos que geralmente se usam ao lado do verbo principal e têm a função de acrescentar algo ao significado da oração. Se podem usar também para conjugar verbos em tempos compostos, para fazer e responder perguntas tipo sim/não ou formar frases negativas e a voz passiva.


A: “Do you like singing?” B: “Yes, I do!” (to like)
B: “Can I borrow your laptop?” B: “No, you can’t!” (to borrow)

Be, do e have

Os três verbos auxiliares mais comuns, “be”, “have” e “do”, se chamam verbos auxiliares primários.

Assim como os verbos normais, têm o infinitivo e as formas conjugadas irregulares. Às vezes podem ser usados sozinhos como verbos principais, e.g. “He does just as I say” (to do), “I had everything I needed” (to have), “We have never been to England” (to be).

Enquanto verbo auxiliar, o verbo “be” aparece essencialmente nas formas contínuas, e.g. “I am learning English” (to learn) e na voz passiva, e.g. “She was raised by her mother” (to raise).

“Have” pode ser usado também como um verbo auxiliar formando os tempos compostos, tais como o presente perfeito ou o passado perfeito, tanto na voz ativa quanto na voz passiva. E.g. “Have you tried to call him?” (to try), “He had been given a second chance” (to give).

“Have” é o único auxiliar que pode ser usado com verbos modais para se referir a eventos possíveis no passado, e.g. “He may have been right but we will never know for good.” (to be)

Enquanto verbo auxiliar, o verbo “do” se usa para formar perguntas e frases negativas com verbos normais. Na fala, em frases negativas, “not” é usado na forma contraída “-n’t”, e.g. “Did you see that? – No, I did not / didn’t!” (to see). “Do” se usa também para enfatizar o significado de verbos normais, e.g. “Stop calling me lazy, I did clean the bathroom!” (to clean)

Os verbos modais

Os verbos modais são um tipo especial de verbos auxiliares. Esses verbos são sempre seguidos pelo infinitivo do verbo principal sem “to”, e.g. “You can leave now” (to leave), “She might know about this already” (to know).

Apenas têm uma forma e não se podem conjugar com outros auxiliares (não têm tempos contínuos nem formas passivas): não se diz “she musts”, “I am mighting” ou “you were coulded”. As formas negativas se formam adicionando “not” depois do verbo modal. Alguns modais têm formas contraídas: “can’t”, “couldn’t”, “wouldn’t”, “shouldn’t”, “won’t” e “shan’t”.

Dois verbos modais podem ser usados para indicar as formas passadas de outros verbos: can (presente) could (passado) e will (presente, futuro) would (passado).

“I think I can do this” “I thought I could do this”
“I know someone will help me” “I knew someone would help me”
“Need (to)”, “ought (to)”, “dare (to)” e “used to” são verbos semimodais: assim como os modais, às vezes combinam-se com os infinitivos de verbos principais formando novas expressões verbais.
Ambos os verbos “can” e “will” servem como verbos regulares em certos contextos, e.g. “Berries can be made into jam, frozen or canned at home” (to can) e “I willed myself to sleep but it wouldn’t come” (to will).
Todos os verbos modais são auxiliares, mas nem todos os verbos auxiliares são modais!

Exemplos de uso dos verbos modais

Publicidade